sexta-feira, 28 de julho de 2017

Há muitos

Bem escrito

"Creio que, numa relação, o beijo terá sempre de manter a densidade do primeiro, a história de uma vida, todos os pores-do-sol, todas as palavras murmuradas no escuro, toda a certeza do amor. Mas já não é assim. Agora sabem às vacinas que tínhamos de dar à cadela (já morreu), às conversas com o director da escola, à loiça por lavar, à lâmpada que falta mudar, às infiltrações no tecto, às reuniões de condóminos. Toco levemente os lábios dela e sabe-me à rotina, às Finanças, ao barulho da máquina de lavar roupa. Beijamo-nos como quem faz a cama."

Flores, Afonso Cruz

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Está tudo doido?

"A MEO não vai cobrar as mensalidades, nem as penalizações, aos herdeiros dos clientes que faleceram no incêndio de Pedrógão Grande. E durante três meses também não cobrará aos clientes que viram as suas casas destruídas ou afectadas."

Expresso

Parafraseando Avelino Ferreira Torres, era uma "filha da putice" se o fizesse. 
Começo a ficar cansado de, em Portugal, se parabenizar/agradecer a pessoas ou instituições só porque fazem o que deve ser feito. 


Governo Portugal

Antes de Pedrógão


Depois de Pedrógão


Costa/Centeno


Ministra Administração Interna


Marcelo


Oposição





O que é um português qualquer normal?

"Quem tem de aplicar as leis são as autoridades e quem prevarica, evidentemente, tem de ser punido, seja cigano, seja muçulmano, seja um português qualquer normal."

Marques Mendes, SIC

Será o doutor Marques Mendes um português qualquer normal?




14 milhões não compram um iatezito (pequenito)?

O presente de 14 milhões de Ricardo Salgado "’Liberalidade’. Foi com esta expressão jurídica que o banqueiro justificou, no Banco de Portugal e no DCIAP, ter recebido, não 8,5 mas um total de 14 milhões de euros do construtor. Em causa estava "um acto de carácter espontâneo e a título gratuito que venha a favorecer ou a beneficiar economicamente alguém". Resumindo, uma oferta em dinheiro.

Jornal de Negócios

"Na primeira vez que foram a minha casa vinham à procura dos iates, em Monte Carlo. Não há iates, nunca houve. Ah, e não há castelos na Escócia."

Sábado

Mais uma mensagem da rubrica: e o burro sou eu!




Voto Nulo

Fazer política, com acusações mútuas sobre os incêndios (PS vs PSD), em particular o de Pedrógão, em vez de identificarem as suas causas e implementarem, ontem, medidas para não voltar a acontecer, diz tudo sobre o actual estado da política portuguesa. Mea Culpa porque votei num deles.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Se isto é um Primeiro-Ministro

"Porque é que Costa teve medo de revelar os nomes das 64 (que podem ser 66) vítimas de Pedrógão? Talvez porque tem responsabilidade em muitas medidas e nomeações indissociáveis da tragédia que vivemos."

José Manuel Fernandes, Observador

Todo o artigo aqui.

Both

"O que é mais assustador? A ideia de extraterrestres e mundos estranhos, ou a ideia de que, em todo este imenso universo, nós estamos sozinhos?"

Carl Eduard Sagan

Pinar? Até aos 49...

"A Maternidade Alfredo da Costa recorreu para o Supremo, em dezembro de 2013, da condenação de pagar 172.000 euros por negligência médica cometida durante a cirurgia realizada em 1995, que deixou a mulher com lesões irreversíveis e uma incapacidade permanente de 73%, tendo o STA decidido reduzir o valor em cerca de 60.000 euros, justificando a decisão com o argumento de que a sexualidade não é tão importante para uma mulher de 50 anos e com dois filhos como para alguém mais novo."

“Como ela [vítima] já tinha mais de 50 anos à data em que foi operada, o STA entendeu que a sexualidade a partir dos 50 anos não tinha a mesma relevância que teria se ela fosse mais nova. Ela foi discriminada [pelo STA] pelo facto de ser mulher e por ter a idade que tem”, explicou à agência Lusa o advogado da vítima."

Sapo Notícias

Menina bonita

A nova coqueluche da Política Portuguesa, Mariana Mortágua, defende num artigo de opinião no JN que - passo a citar - "A especialização no turismo massificado é um erro que pagaremos muito caro no futuro".

Não sei qual será o malabarismo político que fará quando, chegadas as eleições, o governo que ela apoia, apresentar número económicos muito sustentados no BICHO PAPÃO Turismo. Será que na política também se adequa a máxima do futebol: o que hoje é verdade amanhã é mentira?

Mais à frente, no mesmo artigo, afirma: "Boa gestão política requer, às vezes, precisamente o contrário: encontrar mecanismos inteligentes para refrear as bolhas que insuflam, com a responsabilidade de sabermos que um dia rebentação."

What???


terça-feira, 25 de julho de 2017

Deputados Poetas

Romário, jogador de futebol, afirmou um dia que o seu colega de profissão Pelé "calado era um poeta". 
Cá no burgo, o Observador constatou que "no último ano de sessão legislativa, houve dez deputados de quem não se ouviu perguntas ou intervenções nas sessões plenárias da Assembleia da República."
Sendo assim, só tenho a lamentar as críticas a que estes deputados foram sujeitos na última semana. Para mim, a explicação é simples: além de não terem nada de jeito para dizer, estes deputados como viram que o Manuel Alegre esfolou umas notas (cem mil euros) com o prémio Camões, querem-lhe tirar o lugar.

domingo, 23 de julho de 2017

Velhos Contorcionistas

Segundo o JN, a prostituição voltou à berma da estrada. Um dos motivos invocados para a mudança de paradigma - "c. d. p." versus estrada -  é o facto de, na estrada, ficar mais barato o seu exercício embora não esclareça para quem: utentes, prestadoras/prestadores (não quero ser acusado de homofobia pelo BE) de serviços, chulos.

Posto isto, além de exercitar as minhas qualidades enquanto contorcionista, eu que adoro este tipo de casas, vou ter de voltar à estrada...

Não estava tudo cheio de merda?

Para nunca mais mentir...

Dedicado a todos os políticos e banqueiros portugueses.

Ornatos Violeta

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Prazo de Validade Esgotadíssimo

"Ganhei o direito de poder estar no futuro do PSD."

Luís Montenegro, Expresso

"Só por modéstia é que diz que ganhou estatuto para ter futuro no PSD, ele tem mais do que futuro no PSD", afirmou o presidente do partido, numa nota pessoal que admitiu ser rara em si por gostar "muito de controlar as emoções".

Pedro Passos Coelho, JN


Comunidades

Vivem de subsídios ou de negócios mais ou menos duvidosos em feiras onde, entre outras coisas, vendem produtos contrafeitos sem pagar um único cêntimo de imposto ao estado ... 
Educam os filhos na mendicidade, vendendo pensos rápidos ou usando animais de estimação como cobaias, tanto para fins recreativos, como para arrastamento de veículos de duas rodas...
Fazem casamentos por conveniência, obrigando adolescentes a casar aos 12, 13 e 14 anos, não lhes dando oportunidade de frequentar a escola, nem de acabar o ensino regular...
Tratam as mulheres como adereços...
Exibem colares e pulseiras de ouro, roupas escuras, cabelos grandes e barbas mal-aparadas... 
Rejeitam a higiene, tanto íntima como das casas onde habitam, normalmente em bairros sociais com rendas baixas - ainda assim por pagar -, transformando essas habitações em autênticas barracas...
Falam com os restantes cidadãos de cima de um pedestal de "estoumecagandismo" total, não se coibindo de - experiência pessoal - tentar enganar, aldrabar, mentir e dissimular situações, contextos e relações pessoais no sentido de manter o seu "status"...

Se está a pensar numa comunidade em especial ou é tão preconceituoso e homofóbico como eu, ou é um normal cidadão observador da realidade nua e crua, com algum espírito crítico. 
Se não pensou em nenhuma comunidade em especial, nem a identificou imediatamente, parabéns!, vive num mundo cor-de-rosa e é militante do Bloco de Esquerda.



As famosas conquistas de Abril

Consórcio não paga penalizações por radares que não funcionam

"Se penalizações previstas no contrato fossem aplicadas, o consórcio devia mais de um milhão de euros. ANSR assume culpa da derrapagem apesar de o contrato obrigar os privados a cumprir os prazos."

Público

Versus

Quando as multas de trânsito surgem de todo o lado

"Luís recebeu “oito ou nove” no mesmo dia, Lourenço acumulou “mais de 40”, Francisco foi surpreendido à porta de casa e Lígia não só teve de pagar como acabou detida na autoestrada. Viagem à fronteira entre prevenção rodoviária e caça à multa."

Visão


quarta-feira, 19 de julho de 2017

Ana Gomes, onde andas tu?

"Portugal é o único país da UE a rejeitar sanções à Venezuela. Dos 28 estados-membro, só Portugal rejeita a hipótese de aplicar sanções à Venezuela caso Maduro avance com a convocação de uma assembleia constituinte."

Terá sido uma troca de favores entre PS e PCP com a aproximação do orçamento de estado?

terça-feira, 18 de julho de 2017

Quantos milhões vale uma mãe?

"Questionado sobre a possibilidade de um homem solteiro ter filhos recorrendo a barrigas de aluguer, como terá acontecido no caso de Cristiano Ronaldo, Gentil Martins, de 87 anos, foi peremptório: “Considero um crime grave. O Ronaldo é um excelente atleta, tem imenso mérito mas é um estupor moral, não pode ser exemplo para ninguém”. O médico considera que “toda a criança tem direito a ter mãe” e acusou a mãe do jogador, Dolores Aveiro, de não ter dado “educação nenhuma” ao filho."

Jornal Público

Não é certo que os filhos de Ronaldo venham a necessitar de uma mãe. O ser humano, muitas vezes, só sente falta de coisas que já teve ou, pelo contrário, não dá valor às coisas que tem. É estranho mas é assim mesmo. 
Desta forma, os "Ronaldinhos" e as "Ronaldetes" poderão sentir necessidade de uma mãe, momentaneamente, em certas alturas da vida mas nunca sentirão verdadeiramente a sua falta porque nunca a irão ter sendo que, por esse mesmo motivo, não vão perceber a sua importância. Não percebendo a sua importância... Bola de neve, já percebi. 
O pai, rico, vai explicar-lhes que uma mãe implicaria uma pensão de alimentos, custódia partilhada, responsabilidades divididas e que isso poderia ter custos elevados, sentimentais e principalmente... monetários, claro!
O futuro a Deus pertence. Cá estarei para perceber se os filhos do craque Português serão bem resolvidos sem mãe e, em caso afirmativo, dar o braço a torcer.
Da minha parte, não trocava os milhões do Ronaldo - que devem ser muitos - pela minha. Uma mãe, mãe, não tem preço.

Mundo cão

Na semana passada, uma adolescente de 13 anos quase se afogou numa piscina municipal quando, alegadamente, brincava com os amigos no sentido de apurarem quem conseguia aguentar mais tempo sem respirar debaixo de água.

Apesar da brincadeira estúpida, testemunhas oculares do concurso afirmaram  que ela ganhou, não dando hipótese aos adversários.


segunda-feira, 17 de julho de 2017

Os bois pelos nomes

"O cirurgião pediátrico e antigo bastonário da Ordem dos Médicos, António Gentil Martins, admitiu ser contra a homossexualidade (casamento e adopção incluídos), considerando tratar-se de “uma anomalia, um desvio da personalidade”. 
Na entrevista dada ao Expresso, publicada neste sábado e pontuada por declarações que estão a gerar polémica, Gentil Martins diz também ser contra o aborto e a eutanásia, considerando ainda que Cristiano Ronaldo é um “estupor moral”."

Jornal Público

Concordo com... tudo!


domingo, 16 de julho de 2017

Demência

Os fantasmas da alma são criações minhas!
São espelhos redondos com dúzias de linhas
São pássaros brancos que enchem a mente
São lírios acesos nas almas da gente

São traços ardentes turbando a visão
São rios de lava dentro do coração
São pregos cravados no alto da cruz
São bichos nocturnos que cegam à luz

São medos cuspidos da voz do cantor
São traços a cinza na mão do pintor
São chagas no céu que o inferno nos traz
São sombras intensas na caverna onde estás

São murros no estômago são pó são algemas
São traumas profundos violentos dilemas
São ervas daninhas em lugar de vinhas:
Os fantasmas da alma são criações minhas!

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Muito come o tolo... mas mais tolo é quem lho dá.

Este provérbio vem a propósito da expressão  "Ladies and gentlemen", ou senhoras e senhores, típica de saudação em vários locais, que vai deixar de ser usada no metro de Londres, sendo substituída por expressões mais neutras em termos de género.

"Hello, everyone" (olá a todos) será a partir de agora a forma de cumprimento generalizada no metro londrino, conforme noticia o New York Times.

Apesar dos insultos que li nas redes sociais à comunidade LGBT por defender a alteração, alegando que a expressão senhoras e senhores não inclui toda a gente, eu percebo-a e aprovo. Estou com a comunidade. 

As pessoas, mal-intencionadas, não percebem que no metro podem viajar animais, como cães-guia, e estes não estavam incluídos na saudação. Haja paciência para tanto preconceito.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Só rir... Estes políticos põem em causa o emprego dos humoristas

"Ser filho de Mário Soares prejudicou-me imenso na política."

João Soares

"Diziam que eu tinha talento para Guarda-Redes de futebol."

Luís Marques Mendes


Tá certo!

Os bandidos, ladrões, vigaristas, agiotas, mercenários compram aviões para viajar, hotéis e resorts para passar férias, casas para estudar, coleções de arte para massajar o ego, carros de luxo para passear, bancos para roubar, jornais para manipular.

O juiz responsável pelos casos de corrupção onde - os de cima - estão envolvidos, viaja para a Madeira num voo regular em classe económica.

O povo acha muito bem, vendo nesta atitude um exemplo: porque ele até viajou no lugar 21E.

Perderia muito tempo a explicar as razões que me levam a estar contra estas decisões. Os que, como eu, não vêem novelas na TV, já lá chagaram.

terça-feira, 11 de julho de 2017

Nunca tinha pensado nisto...

"A condição frágil e mortal do ser humano movimenta a indústria dos seguros, as forças armadas, a medicina, os mecanismos de segurança dos aparelhos, os filmes de Hollywood, enfim, é responsável direta ou indiretamente por mais de dois terços do PIB mundial."

Augusto Cury, O Homem mais Inteligente da História

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Há um ano...

"Vou ficar cá muito tempo, só vou dia 11 para Portugal e vou ser recebido em festa."

Fernando Santos


Genial

É muito frequente, nos mais variados campos como a poesia, o teatro, o desporto, a fotografia, a pintura, entre outros, sentir inveja de alguma coisa ou algo que alguém fez/pensou/idealizou, nomeadamente quando, na minha óptica, é algo bem conseguido, fora da caixa, inesperado, inesquecível, genial.
O cartaz em baixo, na área da publicidade, é um bom exemplo disso mesmo. Os outros cartazes da campanha são, igualmente, fantásticos.
Parabéns ao autor e à marca!




domingo, 9 de julho de 2017

Difícil...

"Precisamos, como disse um poeta, de ter paciência com tudo o que está por resolver nos nossos corações, de tentar amar as perguntas como se fossem livros escritos numa língua desconhecida, abraçar a inquietação como o território onde a nossa vida se desmultiplicará para, um dia, se unir em torno de uma resposta, à semelhança de uma família novamente reunida."

João Tordo, O deslumbre de Cecília Fluss

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Luta Fratricida de... bruxos!


Se ambos se descredibilizam, como podem continuar a sua actividade profissional?
Perguntem aos clientes. 

Depois de Anãs Prostitutas e Stripers Anões, chegam os Anões Amuleto!

No seguimento das acusações do FCP ao SLB de feitiços e bruxarias, foram chamados para entrevista duas personalidades relevantíssimas em assuntos do além: o bruxo de Fafe e o Mestre Alves.

O primeiro não acerta uma. O segundo, além de não acertar uma, tem piada.

Já tinha ouvido falar em anãs Prostitutas, metidas dentro de malas; Anões Stripers, grande moda na capital nas despedidas de solteira; De anões Amuleto é a primeira vez.






quarta-feira, 5 de julho de 2017

Um robalo para a mesa 44

No país das maravilhas, os negócios ruinosos de atribuição de crédito na CGD ficaram sem culpados.

O apuramento dos factos "doa a quem doer" do Presidente da República é cirúrgico.

Mais um capítulo das famosas conquistas de abril.

Arrábida

terça-feira, 4 de julho de 2017

Será que o conselheiro e o presidente só falam de assuntos culturais?

Em caso de catástrofe, a cláusula 17 retira todas as responsabilidades a um sistema criado para  ser usado em catástrofes, como: “actos de guerra ou subversão, hostilidades ou invasão, rebelião, terrorismo ou epidemias, raios, explosões, graves inundações, ciclones, tremores de terra e outros cataclismos naturais que directamente afectem as actividades objecto do contrato."

Como é que um serviço de emergência, não pode ser responsabilizado em situações de emergência? - pergunta Pedro Mexia, Conselheiro do Presidente da República para assuntos Culturais, no programa Governo Sombra. 


Bem-vindos à República Portuguesa

"Orçamento da Defesa para 2017: 2149 milhões de euros. Será que não dava para arranjar uns trocos para pôr a funcionar o sistema de videovigilância de um armazém com explosivos potentíssimos e lança-granadas capazes de abater helicópteros? O supermercado da minha rua tem videovigilância para ver se não roubam agriões e latas de salsichas. O Bairro Alto tem videovigilância para ver turistas ébrios a vomitar nas esquinas. Mas um paiol do Exército contendo armamento capaz de demolir um prédio e matar milhares de pessoas não tem a dignidade de um bêbado nem de uma salsicha tipo Frankfurt. Bem-vindos à República Portuguesa."

João Miguel Tavares, Público


“Estamos metidos num grande sarilho”

Mais desta casta, e a coisa corria bem melhor.


Haters

Não me importo que me julguem estúpido. Passo-me quando começam a acreditar nisso.

domingo, 2 de julho de 2017

O que é que ele fumou?

O Passos Coelho estava na plateia.  Isso explica muita coisa mas não explica tudo. Mais um vídeo para a rubrica: sem comentários.


sábado, 1 de julho de 2017

Eu não digo... Bronca!


Faz sentido 3!

Aos que me acusam de não saber o que é viver sem liberdade respondo com bonomia. Amigo(a), a liberdade está cara, muito cara, caríssima. Na semana passada, a liberdade teve um custo de 64 vidas. Uma vida não tem preço. 

O que fizemos com a nossa liberdade? Como a usamos? Foi esta liberdade que os militares sonharam quando invadiram Lisboa?

Não me parece... pelo menos posso mandar umas postas de pescada aqui no Blog enquanto outros se governam: é um fartar vilanagem!



Faz sentido 2!

"Os portugueses têm tendência para amnistiar os políticos e tolerar o fenómeno da corrupção, optando por não fazer punição eleitoral, sobretudo a nível local, asseguram investigadores.

Esse padrão de comportamento poderá ajudar a explicar por que razão 25 antigos autarcas voltam, este ano, a recandidatar-se às eleições de 1 de outubro, depois de vários estudos terem demonstrado que "a longevidade com que grande parte dos presidentes permaneceu no cargo potenciou casos de clientelismo, falta de transparência e corrupção" e em "nada beneficiou o exercício democrático"."

Jornal de Notícias

Está explicado por que razão não se investe em educação em Portugal. Não era no tempo do Salazar que não era necessária grande instrução? 




--- As famosas conquistas de Abril ---

Faz sentido!

Agora que houve um concerto solidário, onde o dinheiro angariado foi entregue à "União das Misericórdias Portugueses", a Santa Casa inicia negociações para entrar no Montepio (um banco, alegadamente, falido). Podia dizer muita coisa sobre o assunto, mas não vale a pena. Palavras para quê?



"A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e a Montepio Geral Associação Mutualista assinaram um memorando de entendimento que possibilita a participação da instituição liderada por Pedro Santana Lopes no capital do banco da associação. "O memorando agora assinado contempla a possibilidade de uma participação da SCML na Caixa Económica Montepio Geral, abrindo o caminho para a participação de outras instituições" no capital do banco, lê-se num comunicado divulgado esta sexta-feira pelo Montepio."

Revista Sábado

--- As famosas conquistas de Abril ---

Ah... Ok... Peço desculpa pelo hipócrita... Afinal o semblante de sofrimento era do carro!

"O carro particular da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, foi assaltado quando estava estacionado perto da casa de uma pessoa próxima da governante, em Cascais, tendo sido furtados alguns objetos. O crime ocorreu de 17 para 18 de junho, após a titular da pasta da segurança interna ter optado por deixar a viatura naquele local quando se deslocou de urgência para Pedrógão Grande devido aos incêndios."

Correio da Manhã